Clube do livro

Pra compensar o tempo que o Revô (ai ti fofi) tá parado, toh fazendo dois posts seguidos.

Ano passado fiquei deprimida depois que me dei conta de que só tinha lido tres livros. E nos anos anteriores, muito menos. Entao minha única promessa pra 2013 foi ler o máximo de livros que eu puder, com o limite mínimo de 10. Pra me animar, ter mais referencias de livro pra ler, e quem sabe, até animar vcs também, decidi fazer um post comentando os livros que já li até agora em 2013.

1) Orgulho e Preconceito, de Jane Austen. Esse quase nao conta, porque comecei a ler nos últimos dias de 2012. Entrou pra minha lista por causa de minha promessa a Duda de que leria inteiro qualquer dos livros de Jane Austen que ela escolhesse, antes de decidir que já nao gostava deles. Depois de ter lido, posso repetir, mas agora com conhecimento de causa: nao gosto. É uma novela, no sentido global mesmo, uma novela com detalhes interessantes, mas a historia, o prato principal, me entedia. Sabe aquele filme/livro que ve/le e quando termina vc diz: bom, vou lavar os pratos? Nao mexeu comigo, nao me deu nenhuma ideia nova, nao me ensinou nada. Simplesmente boring. Sim, eu sei que muitos amam Jane Austen e respeito, mas definitivamente nao é meu estilo.

2) A Outra Volta do Parafuso, de Henry James. É um suspense mucho loco. Mas entao… até hoje nao sei o que dizer desse livro. Quer dizer, sei sim: leiam, e tirem suas próprias conclusoes. O posfácio do livro muda muito do meu entendimento dele, entao recomendo que digira o que vc leu pra depois ler o posfácio. O livro é… estranho. Vc se sente meio perdido na história, mas essa é a intencao. O que eu gostei do livro foi justamente isso: eu senti medo, senti estranheza, e sentir alguma coisa pra mim é fundamental quando se le um livro. Eu tive muitos sentimentos encontrados e até hoje nao entendo bem a história, mas senti e foi legal.

3) O Processo, de Kafka. Sim, eu nunca tinha lido esse livro, mesmo depois de 5 anos e meio na maldita Faculdade de Direito. O livro é UM SACO, mas é FANTÁSTICO. Como assim??? Olha, ler o livro é um experiencia chata, confusa, cansativa, entediante. Exatamente como K. (o personagem principal) ve a Justica. Ou seja, é intencional. O livro é MUITO surreal, mas, como bacharel em Direito, foi muito interessante ver como um autor descreveu a Justica. Recomendo, apesar da tortura que significa o processo. Literalmente.

4) Quien de Nosotros, de Mario Benedetti. Apaixonei. Apaixonei MUITOOOO!!! Gente, que autor maravilhoso é esse e desconhecido no meu universo literario??? É o segundo preferido de David, depois de Garcia Marquez, e ele me disse que esse livro (pequenininho, 100 pgs) nem é o melhor!!! A história é muito interessante: cada um dos tres personagens de um triangulo amoroso conta a sua visao da situacao, e cada hora vc odeia e ama um diferente!! É perfeitooooo!!! Ele te envolve tanto na situacao que é impossível nao torcer, nao pensar o que vc faria diferente… Enfim, muito amor!!!

Comeco hj a ler O Diário de Bridget Jones, de Helen Fielding. Nao vi o filme, mas já toh achando engracadíssimo, apesar de nao me identificar em nada. BTW, em que mundo 58 kgs é uma pessoa gorda??? Só se ela tiver 1,40, e olhe lá… Vamos ver.

E vcs, o que andaram lendo?? Alguma sugestao pra minha lista???

Share on Tumblr

Quem Revoa: Sami

Não cruzou sete mares, mas conta na sua lista o Atlântico, o Canal da Mancha, o Golfo do México, o Mediterrâneo e o Caribe. Ainda não sabe aonde vai ser seu próximo porto, mas, enquanto não se decide, continua navegando.