Cabelo novo (e como cheguei lá)

Eu sei que desapareci, mas a viagem com a família e o trabalho me escravizaram… Pra compensar, esse post vai ser gigante! =D

Vou falar de 3 coisas que podem ser de interesse geral, e se nao for do seu interesse, pelo menos dá pra ver as fotos do meu cabelo novo. Como eu comentei no G+, cortei meu cabelo estilo Chanel/Bob irregular, alisei com o X-tenso da Loreal e pintei com o ruivo dos meus sonhos. Mas uma coisa de cada vez:

Eu decidi que ia fazer o X-tenso porque estava usando o cabelo liso mesmo e nao aguentava mais escovar 1x na semana e no resto do tempo ficar com ele preso. Nao é que eu nao gosto mais de cabelo cacheado, é que eu acho que ele atualmente nao representa a imagem que eu quero passar, e me irrita profundamente ter uma embalagem nada a ver com o conteúdo. Procurei MUITO onde fazer porque aqui o povo nao entende muito de alisamento. Eu já tinha me decidido por uma química limpa, e pelas características do meu cabelo e a confianca na marca, decidi fazer o X-tenso, especificamente (quem sabe um dia eu tento o Wellastrate). Quem me ajudou na escolha foi principalmente o www.euamocabelo.blogspot.com , indicado por Eve e salvador de vidas. Quem quiser saber sobre o X-tenso clica la na tag “Tioglicolato”, nao tem nada que eu possa dizer que ela nao tenha dito melhor nesse tema. O outro site foi esse: http://www.lissagelorealprofessionnel.com/ (vale principalmente pelos vídeos).

Acabei encontrando um cabeleireiro muito legal na rua detrás de minha casa. Ele me explicou que meu cabelo estava muito detonado por anos de tinta e que a raiz podia ficar bonita, mas o crescimento e as pontas provavelmente se quebrariam. Mas eu queria de qualquer jeito, e ele disse que a gente podia fazer uma reconstrucao power e cortar, pra garantir que o resultado ia ficar legal. Também me falou que a linha velha era muito mais forte que a linha nova (a Moisturist), entao o tempo de pedir o produto e fazer o teste de mecha foi o tempo que eu precisei pra reconstruir (mas só pra aguentar o baque da nova química mesmo). O teste deu certo, mas ele nao conhecia bem a técnica, e eu realmente me arrisquei, inclusive ele me fez assinar um termo de responsabilidade. Só fiz com ele porque ele me passou muita confianca (e até desenhou a estrutura do cabelo pra me mostrar o que podia nao funcionar!).

Esse é o antes. Passei 1 mes usando o Rigen, da Alfaparf 1x na semana, hidratacao e nutricao (nem comento pq n sao boas) revezadas quando lavava a cabeca. Na semana de alisar, usei 2x o Redken Extreme CAT e o bicho o PODEROSO!!! Acho que foi fundamental pro resultado legal fazer tudo isso. O cabelo está bem cacheado na raiz, com as pontas mais lisas por causa do formol do ano passado, bastante fino e estragado nas pontas por causa das overdoses de tinta:

Cortamos e aplicamos o produto. O cabelo nao ficou liso liso (ele me avisou que nao ficaria), suponho que a razao foi ele nao ter deixado um maior tempo de pausa, suficiente para desestruturar todos os fios. Seguimos a técnica do “alisamento brasileiro”, mas o resultado ficou mais de um relaxamento, ó (secando naturalmente):

 

Puufff!!!

Aí Priscila me perguntou: pq vc n faz outro alisamento por cima? Porque eu gostei do resultado! Sério! Eu posso secar naturalmente com ele preso, fazer a escova ou a chapinha, com as pontas pra dentro ou pra fora, e ele fica super diferente em cada uma das opcoes! Eu sabia que eu nao ia poder levantar e ir trabalhar com ele natural, até porque esse resultado só se consegue com formol e eu nao quero botar isso no meu cabelo de novo. Mas eu consigo com muito pouco trabalho deixar ele sério, divertido, anos 60, enfim, toh curtindo e brincando muito com meu cabelo novo! Quer ver?

Seco naturalmente. Esse pitombo que ficou do lado é pq eu lerdei e botei atrás da orelha quando tava secando, mas se n fizesse isso ele ficava q nem do outro lado: liso com as pontas doidinhas.

Secada rápida com o secador + prendendo pra terminar de secar.

Todo seco com secador, enrolando as pontas pra fora. A cara de má foi cortesia do excesso de trabalho.

Todo seco com secador, ponta pra dentro e com a cor nova. 

Seco com chapinha, foto sem definicao roubada das férias. N gosto muito, parece q a vaca lambeu.

O cabelo está macio, brilhoso e quase totalmente saudável. Estou usando o shampoo e a hidratacao da linha Liss da Loreal Professionel e uso o Extreme CAT da Redken 1x na semana. Produto profissional faz diferenca? MUITA (se quiserem dps eu falo disso). Mas tem que ser o que seu cabelo está precisando. Só pintei 3 semanas depois de alisar, pra dar tempo do cabelo se recuperar.

O corte é mais curto atrás e repicado na frente. A nova cor nao dá pra mostrar com fidelidade, é a dessa foto seco com secador com pontas pra dentro. Mas ele tá um ruivo natural acobreado mais claro (olha a comparacao com outras fotos) e mais vivo. A cor é a Majirouge (Loreal também) 7.43 com… e aí vem o truque… o intensificador de cor da mesma marca (eu nem sabia que existia) no cobre mais claro. Resultado: a cor ficou muito mais viva, mas sem ficar aquele laranjao forcado. O tom está parecido com o de Christina Hendrix. Como eu pintei sábado ainda nao tenho fotos, mas esse fim de semana eu viajo e vou tentar tirar mais fotinhas com tom mais fiel.

É isso, minha gente. Hoje eu sequei o cabelo quase todo no secador e cronometrei: 5 minutos. O X-tenso realmente facilita o trabalho (também o cabelo estar muito mais curto, claro), e se um cabeleireiro conhecer bem a ténica (como no Eu Amo Cabelo), o produto pode alisar de verdade estragando pouco. Recomendo muito. O corte é muito prático e versátil, mas tem que ter muito cuidado com o formato do rosto. Como ficou legal em mim, eu gostei MUITO. Quanto a cor, acabei minha busca implacável pelo ruivo perfeito! =D

Final feliz!

Share on Tumblr

Quem Revoa: Sami

Não cruzou sete mares, mas conta na sua lista o Atlântico, o Canal da Mancha, o Golfo do México, o Mediterrâneo e o Caribe. Ainda não sabe aonde vai ser seu próximo porto, mas, enquanto não se decide, continua navegando.