Mãe e agora?

Definitivamente esta é uma jornada curiosa…
A maternidade pode soar magica, mítica e misteriosa (quanto m?!); de toda sorte vivê-la demonstra que não é nada disso.

Ser mãe nos dias que correrm pode ser uma tarefa ate mais complicada que na geração dos nossos pais. Podemos ter superado dificuldades de saúde e higiene, mas somos medievais no trato social.

Como recém ingressa no clube, tenho me questionado sobre o papel que quero ter na vida do meu filho em detrimento ao imposto pelo mundo ao meu redor.

Tudo é praticamente proibido ou fica relegado, afinal sou mãe. Tudo que devo ouvir, cheirar, pensar e desejar deve ser meu pequeno.

Não é atoa o fato de muitas jovens educadas não desejarem filhos, apenas pensar no peso social do papel afasta todo e qualquer desejo.

Só que tem um segredinho: ser mãe não é e nem deveria ser, repetir o que dizem que é.

Na busca por encontrar o meu caminho e o do pequeno H vou dividir com vocês meus medos e loucuras. Tentado ser, não a melhor do mundo, mas a mãe que ele precisa.

Share on Tumblr

Quem Revoa: Eve

De mim sei pouco. Sou mais dedicada a entender o outro. Orgulhosa e muito cabeça-de-vento tenho uma queda pelo drama. Amo incondicionalmente e odeio na mesma intensidade. Então... vamos descobrir novos horizontes.